Suposto chefe do tráfico no Lins é morto em confronto

Durante a operação da Polícia Civil, um agente da Core foi baleado mas não corre risco de vida

Por O Dia

Rio - Um homem apontado como chefe do tráfico em uma comunidade no Complexo do Lins morreu e um policial civil ficou ferido após um intenso tiroteio que assustou moradores do conjunto de favelas, na noite desta sexta-feira, na Zona Norte do Rio.

Agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), realizaram uma operação no Complexo do Lins, com o objetivo de prender e identificar criminosos com mandado de prisão em aberto.

Policiais da Core realizaram operação no fim da noite desta sexta-feiraWhatsApp O DIA (98762-8248)

Lídio Macedo, suposto chefe do tráfico no Morro do Gambá, teve seu carro abordado e abriu fogo contra os policiais. Durante o confronto, Lídio e um agende da Core foram baleados, socorridos e encaminhados para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, mas o criminoso não resistiu aos ferimentos. Com ele, foi apreendida uma pistola e quantidade de drogas ainda não contabilizada.

De acordo com a Polícia Civil, a Delegacia de Homicídios (DH) instaurou inquérito para apurar as circunstâncias do caso. O estado de saúde do policial é estável.

Com medo do tiroteio%2C funcionários do hospital Marcílio Dias se abaixaramWhatsApp O DIA (98762-8248)

O tiroteio também provocou pânico no Hospital Naval Marcílio Dias, que fica no mesmo bairro. Pelo WhatsApp do DIA (98762-8248), leitores enviaram imagens que mostram funcionários se abaixando para se proteger dos disparos. Muitos carros voltaram na contramão pela estrada Grajaú-Jacarepaguá.

Últimas de Rio De Janeiro