Por adriano.araujo

Rio - O pronunciamento do presidente do Tribunal de Justiça do Estado, desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, marcado para as 13h desta segunda-feira, sobre pacote de medidas do estado para conter a crise, foi adiada por falta de energia. Ele falará com a imprensa às 15h.

No anúncio o desembargador vai explicar como o projeto do governo do estado vai afetar diretamente os serviços da Justiça Estadual. O problema seria pontual, atingindo somente o espaço onde seria realizado o pronunciamento.

Servidores do Judiciário protestam na frente do Tribunal de Justiça do Rio contra pacote de 'maldades' do estadoPaloma Savedra / Agência O Dia

Do lado de fora do Tribunal de Justiça, servidores protestam contra o pacote de "maldades" apresentado pelo governo. A manifestação é organizada pelo SindJustiça (Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Rio).

Uma das medidas anunciadas pelo governo, que vão ser votadas na Alerj, é o aumento da contribuição previdenciária de ativos, inativos e pensionistas de 11% para 14%, além de uma taxa extraordinária de 16%, por 16 meses.

Você pode gostar