Operação cumpre mandados de prisão contra traficantes em Volta Redonda

Operação "Xeque-Mate" visa cumprir 18 mandados de prisão e 26 de busca e apreensão contra quadrilha que atua na cidade do Sul Fluminense

Por O Dia

Rio - A Polícia Civil  e o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Rio, realizam uma operação policial para cumprir 18 mandados de prisão e 26 de busca e apreensão em Volta Redonda, no Sul Fluminense. Apelidada de "Xeque-Mate", a ação busca desarticular uma quadrilha de traficantes de drogas que atua na região.

Mineiro é considerado o maior traficante do Sul Fluminense. Ele está presoDivulgação

Participam da operação, coordenada pelos delegados Eliezer Lourenço Costa e Rodolfo Atala, da 93ª DP (Volta Redonda), 60 policiais civis. Dos 18 criminosos com mandado de prisão a cumprir, dez já estavam presos e tiveram novos mandados cumpridos. Outros seis foram presos nessa ação.

Segundo as investigações da 93ª DP, a quadrilha era comandada por Fabio Junior Freitas da Costa, conhecido como "Mineiro", responsável pela venda de drogas em grande parte de Volta Redonda, principalmente nos bairros do Retiro, Jardim Cidade do Aço e Siderlândia. Ele é uma das principais lideranças da facção TCP (Terceiro Comando Puro) no Sul Fluminense.

A quadrilha também é apontada como extremamente violenta e aterrorizava moradores da região com ameaças de morte. De acordo com denúncia do Ministério Público, moradores chegaram a ser expulsos da região e um homem, visto como desafeto do bando, foi assassinado.

Fabio foi preso em junho deste ano em Cabo Frio. Segundo a polícia, ele comandava por telefone a venda de drogas, que contava com a participação de familiares como sua esposa Natália da Cruz Souza e seu irmão Robson de Freitas Costa. Entre os denunciados também estão Adriana Alves de Souza Correa, gerente geral do tráfico, e Rafael da Silva Oliveira, vulgo “Gordinho”, um dos responsáveis pelo controle e guarda das drogas e armas.



Últimas de Rio De Janeiro