'Tem muita coisa que ainda vai explodir', diz Rosinha Garotinho

Segundo ela, o marido está sofrendo retaliações por ter denunciado 'gente grande'. Prefeita de Campos também comentou prisão de Sérgio Cabral

Por O Dia

Rio - A prefeita de Campos dos Goytacazes Rosinha Garotinho (PR) saiu em defesa do marido, Anthony Garotinho, nesta quinta-feira, depois da prisão do ex-governador e atual secretário de seu governo. Segundo ela, Garotinho está sofrendo retaliações por ter denunciado "gente grande" e "muita coisa ainda vai explodir" por conta disso. As declarações foram dadas em entrevista à "Rádio Gaúcha".

Rosinha Garotinho saiu em defesa do marido nesta quinta-feiraCarlo Wrede / Agência O Dia

"Teríamos uma audiência na semana que vem. Muita coisa vai aparecer. Pessoas que já estão inclusive na delação de [Fernando] Cavendish. Tem muita coisa ainda que vai explodir. A República está caindo", afirmou Rosinha.


Ela aproveitou para falar sobre a prisão do ex-governador Sérgio Cabral, na manhã desta quinta-feira, e citar o atual governador Luiz Fernando Pezão. Rosinha comentou que o marido foi preso não por roubo, mas "por alimentar o povo pobre."

Movimentação na sede da Polícia Federal após prisão de Sérgio Cabral nesta quinta-feira Paulo Carneiro /Parceiro/ Agência O Dia

"Isso é retaliação porque ele entregou na PGR (Procuradoria-Geral da República) um documento com mais de mil páginas com provas contra o ex-governador Sérgio Cabral, contra Pezão, contra o presidente da Assembleia, o ex-presidente da Assembleia e outras pessoas de outros Poderes que ele denunciou com provas", disse ela.

Últimas de Rio De Janeiro