Por gabriela.mattos
Gustavo Ribeiro recebeu o prêmio de Verônica Abdalla%2C da Fetranspor%2C em cerimônia no RiocentroGuilherme Costa / Divulgação

Rio - Pelo terceiro ano consecutivo, O DIA recebeu o Prêmio Mobilidade Urbana (PMU), promovido pela Fetranspor, na categoria Jornalismo – Mídias Impressas. Com a série de reportagens ‘Tendências dos Transportes’, produzida pelo repórter Gustavo Ribeiro, no projeto Observatório da Mobilidade, o jornal ganhou o segundo lugar.

A série foi publicada de 28 de fevereiro a 1º de março. O trabalho apresentou boas práticas de mobilidade urbana em países desenvolvidos, que servem de propostas para aprimorar o transporte público e o trânsito no Rio. “A ideia do Observatório é se aprofundar em discussões para a melhoria da mobilidade no estado”, disse Gustavo Ribeiro, que recebeu a premiação ontem no congresso Etransport, no Riocentro.

A primeira reportagem da série, ‘Alternativas para o preço da passagem caber no bolso’, ressaltou a importância da criação de fontes extras de custeio para o transporte. Casos internacionais apontam para a divisão do financiamento entre poder público, passageiros e empregadores. A segunda, ‘Hora de repensar o papel do automóvel nas cidades’, mostrou experiências de restrições ao veículo particular e a terceira foi sobre novas tecnologias que mudam a mobilidade. Ganhou o primeiro lugar da categoria a série ‘O Trem Atrasou’, do repórter Marcos Nunes, do jornal ‘Extra’. Na terceira colocação, ficou ‘À espera de R$ 30 bilhões’, de Dimmi Amora, da ‘Folha de S. Paulo’. Ao todo, 50 matérias concorreram ao PMU.


Você pode gostar