Doação de sangue é incentivada no Rio

Meta é aumentar estoques para fim de ano

Por O Dia

Rio - Moradora de São Gonçalo, a atendente Roseana Gonçalves, de 32 anos, mobilizou os amigos do trabalho para garantir o estoque necessário de sangue para a irmã, que vai passar por uma cirurgia de alta complexidade em dezembro. No Dia Nacional do Doador de Sangue, ela esteve no Hemonúcleo de São Gonçalo. A unidade, costuma receber em média 15 doadores por ano, triplicou o atendimento ontem.

Roseana foi ao Hemonúcleo de São Gonçalo ontem pela segunda vezDivulgação

O gesto não leva um pouco mais de uma hora e pode salvar até três vidas. Em 2015, foram coletadas 3,7 milhões de bolsas de sangue no país e 1,8% da população brasileira doa sangue. A meta é aumentar os estoques para atender às necessidades nas festas de fim de ano. 

No Rio, instituições como Inca, Hemorio, Hospital do Fundão, HemoINTO e os hemonúcleos do Instituto Nacional de Cardiologia (INC) do Hospital Federal Cardoso Fontes (HFCF) recebem doações. A Serum Hematologia e Hemoterapia está com campanha Novembro Doar no Hospital da Ordem Terceira do Carmo, na Lapa. As doações podem ser feitas de segunda a sexta, das 9 às 16h, e sábado, das 8 às 12h. Qualquer pessoa em boas condições de saúde, entre 16 e 69 anos e pesando mais de 50kg pode doar.

Últimas de Rio De Janeiro