Princesa nigeriana visita o Rio

Líderes de religiões de matriz africana receberão moções honrosas. Sacerdotisa do candomblé visitará templos na Baixada e Zona Oeste

Por O Dia

Princesa nigeriana Arewa F. AdeyemiDivulgação

Rio - Pela primeira vez, em 36 anos, a Medalha Pedro Ernesto será entregue, nesta segunda-feira, a uma Iyalorisa (sacerdotisa do Candomblé). A eleita é Rosângela D’Yewa, líder da Aldeia Oloroke Ti Efon. Além disso, outros 35 líderes de religiões de matriz africana, mulheres em sua maioria, receberão moções honrosas. 

Entre eles está a princesa nigeriana Arewa Folashade Adeyemi, da família real de Oyo, região no sudoeste do país africano.

A Iyalorisa Rosângela D’Yewa desenvolve um projeto em Jacarepaguá. Ela visitará templos candomblecistas na Baixada e Zona Oeste, estreitando relações culturais da Nigéria com o Brasil.

Últimas de Rio De Janeiro