Por gabriela.mattos

Rio - Na manhã desta segunda-feira, o prefeito eleito Marcelo Crivella (PRB) esteve no Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon. Uma das necessidades da unidade é o quadro de enfermeiros, que sofre um déficit de 280 funcionários. Na visita, Crivella prometeu aumentar o número de funcionários, que deverão ser contratados para reforçar o atendimento.

“Eu acho que o Miguel Couto tem uma tradição de excelência, a equipe médica me impressionou pelo seu amor à casa, mas tem coisas a fazer. É aquilo que eu disse na campanha: as obrigações do município para realizar as olimpíadas acabou tirando recursos da saúde”, afirmou.

O prefeito eleito avaliou como péssimas as condições que os funcionários enfrentam e evidenciou a falta de equipamentos, medicamentos e funcionários, principalmente, de enfermeiros. No encontro, confirmou que tomará providências necessárias para o hospital assim que assumir a prefeitura.

Ele estava acompanhado do vereador Dr. Carlos Eduardo (SD-RJ), que foi anunciado para a Secretaria de Saúde, conforme a coluna Informe do Dia informou na quinta-feira. O vereador tem participado da transição de governo e tem se mantido alheio às negociações na Câmara.

O futuro secretário disse que uma das principais necessidades do hospital, hoje, são os artroscópios, os aparelhos necessários para cirurgias de ombro e joelho, para examinar danos causados nas articulações. Crivella prometeu a compra de dois equipamentos para o serviço de ortopedia do hospital.

Durante toda a campanha eleitoral, Crivella frisou que a saúde será tratada como prioridade número um em seu governo. Por conta disso, ele tem visitado hospitais para verificar a situação em que cada unidade hospitalar enfrenta. No dia 15 deste mês, ele visitou o Hospital Souza Aguiar, no Centro da cidade, também na companhia do futuro secretário.

Você pode gostar