'Barraco' em reunião sobe a temperatura na Alerj

Deputada Enfermeira Rejane, do PC do B, gravava reunião, mas foi flagrada por colega

Por O Dia

Rio - Nas reuniões do colégio de líderes, que antecedem as votações na Alerj, acontece de tudo. Nesta quinta-feira, durante negociação entre o governo e deputados para não acabar com os programas sociais mas, em contrapartida, aumentar o valor do Bilhete Único, um verdadeiro ‘barraco’ subiu as temperaturas da Casa.

A deputada Enfermeira Rejane, do PC do B, estava gravando a reunião. Nesses encontros são feitas costuras políticas a ‘quatro paredes’ e, segundo fontes, a parlamentar não pediu autorização dos colegas para fazer a gravação.

O flagra foi feito por André Lazaroni (PMDB), que a criticou e contou aos demais. Os deputados, incluindo os do Psol e PMDB, atacaram a postura de Rejane. Ela, por sua vez, teria dito: “Ninguém manda em mim nessa m...”.

Cidinha Campos (PDT) entrou na briga e chamou a deputada de “novata”. Rejane respondeu: “Respeito seus cabelos brancos e quero que você respeite minha juventude”. Elas bateram na mesa e o “deixa disso” tomou os deputados que tentaram acalmá-las. Picciani também apelou para que parassem.

Últimas de Rio De Janeiro