Ex insatisfeito confessa que atropelou jovem três vezes

Justiça tinha determinado medida protetiva em favor da vítima em novembro, mas endereço do acusado não foi encontrado. Ela escapou também de um tiro

Por O Dia

Rio - Um homem de 32 anos inconformado com o fim do relacionamento foi preso acusado de atropelar três vezes a ex-namorada, na noite de quarta-feira, no Jardim Califórnia, em Nova Friburgo, Região Serrana. Leonardo da Silva Navega, de 32 anos, ainda tentou atirar contra a vítima, mas a arma falhou, segundo a polícia. A jovem de 19 anos escapou por pouco e passa bem. Ele já tinha 36 anotações criminais, a maioria por violência doméstica, tráfico de drogas, roubo e furto.

Leonardo estava em um Toyota Corolla preto e monitoraria os passos da ex-namorada. A jovem, que estava ao lado de uma tia, foi atingida pelo carro. Ferida, buscou refúgio atrás de outro veículo, que foi abalroado diversas vezes pelo criminoso. De acordo com a Polícia Civil, o acusado imprensou a ex contra um muro e desceu do carro armado.

No vidro do carro do ex%2C a polícia encontrou cabelos da vítimaDivulgação

“Ele tentou disparar, mas a arma picotou. A tia da vítima lutou com o ex-namorado da sobrinha, que, para escapar, roubou a bicicleta. O carro dele ficou destruído e já foi periciado. Encontramos até fios de cabelo da jovem nos vidros do veículo”, disse a delegada Danielle Bessa de Barros, titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Friburgo.

Segundo a delegada Danielle Bessa de Barros, a jovem já tinha procurado a Deam para denunciar que vinha sofrendo assédio do ex-namorado. Em novembro, a Justiça determinou uma medida protetiva a favor da vítima para que o acusado não pudesse se aproximar dela, mas Leonardo não foi localizado para ser notificado.

Arma foi parar em riacho

O acusado foi preso na casa de um amigo logo após o ataque em uma ação conjunta entre as polícias Civil e Militar. “Antes de ser preso, ele mandou uma mensagem para a sobrinha dizendo que tentou matar a ex-namorada e que não aguentava mais a situação”, afirmou a delegada. Leonardo foi preso em 2012 por descumprir medidas protetivas a favor de outra ex-namorada.

A jovem atropelada sofreu fratura no quadril, além de escoriações. Com policiais, Leonardo foi a um riacho e mostrou onde jogou o revólver. Segundo a polícia, ele confessou e foi autuado em flagrante por tentativa de feminicídio e porte ilegal de arma de fogo. Foi transferido para o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu.

Últimas de Rio De Janeiro