Muspe mantém ato na terça mesmo com adiamento de votação

As categorias afirmam que vão manter a manifestação em frente à Alerj, mesmo que todo o pacote seja devolvido

Por O Dia

Rio - O Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais (Muspe) vai manter o ato de terça-feira mesmo com a devolução do projeto de congelamento de reajustes da segurança e o adiamento da proposta de aumento da alíquota previdenciária de 11% para 14%.

Para os líderes do Muspe, a iniciativa do presidente da Alerj, Jorge Picciani (PMDB), representa um "recuo" do governo que previa uma derrota nas votações. Eles acreditam que a base governista na Casa quer mais tempo para negociar a aprovação do texto da alíquota previdenciária.

"O Muspe esclarece que o governo, numa atitude de recuo, vendo a possibilidade de ser derrotado, veiculou na imprensa a intenção de devolução do pacote e a não votação do aumento da alíquota previdenciária para este ano, inclusive o triênio", dizia a nota do movimento.

As categorias afirmam que vão manter a manifestação da próxima terça-feira, às 10h, em frente à Alerj, mesmo que todo o pacote seja devolvido.

Últimas de Rio De Janeiro