Servidores protestam em frente ao Palácio Guanabara contra atrasos de salários

Salário de novembro ainda não foi pago. Ainda não há data para a regularização do pagamento de dezembro e do 13º salário

Por O Dia

Rio - Cerca de 50 pessoas, entre elas servidores e pensionistas, protestam desde a manhã desta segunda-feira em frente ao Palácio Guanabara, em Laranjeiras, contra o atraso do pagamento de novembro, dezembro e no 13º salário. O ato começou por volta das 10h e por conta disso, um longo congestionamento já é registrado em algumas vias do bairro.

De acordo com o Governo do Estado, ainda não há previsão para a regularização dos pagamentos. Por volta das 10h30, algumas pessoas ocuparam temporariamente um pista da Rua Pinheiro Machado, em direção à Botafogo.

Com cartazes e faixas eles cantaram: "Pezão cadê você, viemos aqui para receber". Uma comissão quer uma audiência com o governador Luiz Fernando Pezão para tentar mudar a situação e ter o benefício pago junto com o dos funcionários da ativa da área da segurança.

Manifestação no Maracanã 

Ato começou por volta das 10h e causou um longo congestionamento em algumas vias do bairroSeverino Silva / Agência O Dia

Do outro lado da cidade, no Maracanã, Zona Norte, funcionários do Hospital Universitário Pedro Ernesto e da Policlínica Piquet Carneiro interditaram, ruas próximas à Uerj. A manifestação também era por falta de pagamento. Os servidores cobraram o pagamento integral dos salário. Devido ao protesto, o trânsito ficou complicado em todo o entorno do Maracanã. Bonecos de papelão com os rostos de Jorge Picciani, presidente da Alerj e do ex-governador do Rio, Sérgio Cabral foram queimados. Os manifestantes afirmam que farão, nesta terça-feira, um novo ato em frente à Alerj, no Centro.

O salário

O pagamento de de novembro vai ser parcelado em nove vezes, começando a ser pago só em janeiro. Ainda não há previsão para o pagamento de dezembro e do 13º terceiro salário. De acordo com o Governo do estado, até o Natal, os funcionários do estado receberão cerca de R$ 350.


Últimas de Rio De Janeiro