Pinguim resgatado de cativeiro no Humaitá é levado de avião para RS

Ave era mantida junto com outros animais silvestres em cobertura no Rio. Transporte foi feito em caixa especial encomendada pelo Disque-Denúncia

Por O Dia

Pinguim foi transferido do Rio para o Rio Grande do Sul. Transporte foi feito em uma caixa especial encomendada pelo Disque-DenúnciaDivulgação

Rio - O pinguim resgatado de uma cobertura no Humaitá, na Zona sul do Rio, nesta terça-feira, por agentes da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), foi levado de avião para o centro de reabilitação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. O transporte foi feito em uma caixa especial encomendada pelo Disque-Denúncia.

A caixa foi confeccionada pela empresa de tecnologia Blackbean, é de madeira e possui uma espuma que não resseca. O transporte foi realizado pela companhia Latam, com apoio da Polícia Federal.

Na última terça-feira, a ave foi encontrada ao lado de diversos outros animais silvestres mantidos em cativeiro, entre eles papagaios, araras, micos, tucano, corujas e uma garça.

O dono com imóvel foi levado para a delegacia especializada e autuado por manter silvestres animais em cativeiro, sem autorização legal.

Neste ano de 2016, o Linha Verde do Disque-Denúncia recebeu mais de 5130 denúncias sobre crimes ambientais. Deste total, mais de 620 foram relativas aos crimes de caça ilegal de animais além de guarda e comércio de animais silvestres. Quase 50% das denúncias que o Linha Verde vem recebendo, são sobre o crime de maus tratos contra animais.

Os crimes ambientais podem ser denunciados ao Linha Verde do Disque-Denúncia através dos telefones 0300 253 1177 (interior, custo de ligação local) ou 2253 1177 (capital). O anonimato é garantido ao denunciante.

Últimas de Rio De Janeiro