PM acusado de matar cadete do Exército é preso em UPP

Militar foi preso após investigações da própria unidade policial. Crime ocorreu em Santíssimo, em outubro deste ano, e provocou revolta

Por O Dia

Rio - Um policial militar foi preso na manhã desta quinta-feira, na UPP Manguinhos, na Zona Norte do Rio, após uma investigação da própria unidade policial. O PM Juscemar Barboza da Cruz, conhecido cono "Cema", de 33 anos, foi indiciado pela Divisão de Homicídios por ter matado a tiros o cadete do Exército Willian dos Santos Filho, de 23 anos, em Santíssimo, no início de outubro deste ano.

Cadete assassinado Wilian dos Santos FilhoReprodução Internet

Ainda está foragido pelo crime o suspeito Habdalla Nascimento de Souza. Ele é procurado pela polícia. Thiago Marinho dos Reis, conhecido como "Ponei", preso preventivamente pela DH.

A ação ocorreu como o apoio da Corregedoria Geral Unificada (CGU) da Secretaria de Estado de Segurança (Seseg), em investigação presidida pelo Delegado Brenno Carnevale.

Em outubro deste ano, William dos Santos Filho, de 23 anos, dirigia de volta para casa em companhia da namorada, na Estrada Sete Riachos, em Santíssimo, na Zona Oeste do Rio, quando foi abordado por criminosos. Segundo a Polícia Militar, a vítima percebeu que três homens se aproximavam e tentou fugir. Os bandidos começaram a atirar e alguns disparos atingiram o cadete.

Santos foi socorrido inicialmente para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da Vila Kennedy mas, por conta de seu estado grave, foi encaminhado ao Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, não resistindo aos ferimentos.

Ele era cadete do terceiro ano da Academia Militar das Agulhas Negras. A namorada do rapaz ficou em estado de choque.