Por thiago.antunes

Rio - Dona há 15 anos de uma casa com piscina no Méier, Zona Norte do Rio, a esteticista Cristina Fernandes já está acostumada às indiretas nos grupos de WhatsApp. 'Tá calor, néam?!' é mensagem frequente na época mais quente do ano — e aumentam em dias como ontem, cuja máxima chegou a 39,8° na Marambaia.

Os amigos de Cristina não são os únicos: nas redes sociais, não é raro ver alguém postando 'procuram-se pessoas com piscina para amizade sincera e duradoura'.
Além de amigos que querem só se refrescar por um dia, Cristina recebe hóspedes que ficam mais tempo, como o cachorro da nora, Marley, que veio passar férias com ela.

"As meninas já vem com bolsinha com xampu e toalha. Tem amigos de Copacabana e até de Macaé que chegam de mala. Tem amigo que já me manda limpar a piscina", relembra.

A esteticista Cristina Fernandes (centro%2C de lenço) recebe amigos todos os dias na sua piscina no MéierAlexandre Brum / Agência O Dia

Isso sem contar, é claro, os que nem avisam mais que estão indo. A esteticista conta que teve gente que apareceu em seu portão às 17h e só saiu às 4h do dia seguinte. Detalhe: Cristina tinha ido trabalhar. "Nesse tempo todo que estamos aqui, só esvaziamos a piscina duas vezes. Minha família é pequena, mas a legião de amigos é grande", diz.

Grande parte das amizades é da escola de samba Lins Imperial, da qual Cristina é madrinha de bateria. Foi por meio da agremiação que ela conheceu há dez anos a amiga Geissa Evaristo. Desde então, todo verão é na piscina. Foi ali, na casa da amiga, que Geissa entrou em trabalho de parto. "É para todos os momentos. Na alegria e na tristeza, como um casamento", reflete Cristina.

Porém, receber tanta gente pode ser cansativo e custoso, e é por causa disso que ela e o marido, Francisco, tentam vender a casa. Mas em vão: os amigos gostam tanto do lugar que a placa da imobiliária no portão vive sumindo.

Reportagem da estagiária Alessandra Monnerat

Você pode gostar