Por caio.belandi
Rio - A Polícia Civil identificou e prendeu Denílson de Souza, suspeito de ter disparado contra a ex-mulher, na manhã de quarta-feira. O crime aconteceu no Jardim Ocêanico, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

A vítima chegava ao trabalho quando foi supreendida pelo acusado, que atirou várias vezes e fugiu. De acordo com o delegado Marcus Vinicius, da 16ª DP (Barra da Tijuca), a ação passional foi premeditada por Denílson, que havia deixado um bilhete aos seus patrões informando sobre o caso. Ele responderá por feminicídio tentado duplamente qualificado por motivo fútil e emboscada, impossibilitando a defesa da vítima. Se declarado culpado, a pena pode ser de 12 a 30 anos de reclusão.

A mulher, cujo nome ainda não foi divulgado, foi socorrida pelos bombeiros e está internada no Hospital Miguel Couto, na Gávea, Zona Sul. O estado de saúde é estável e ela não tem previsão de alta.