Por clarissa.sardenberg
Polícia apreendeu drogas e armas em Manguinhos Divulgação

Rio - Ao menos quatro suspeitos foram presos na manhã desta terça-feira na comunidade de Manguinhos, na Zona Norte do Rio, de acordo com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP). Dois fuzis, quatro carregadores, uma balança de precisão e grande quantidade de drogas foram apreendidos, de acordo com a polícia.

A ação é coordenada pelo comando da UPP Manguinhos e conta com os apoios do Batalhão de Ações com Cães (BAC) e de outras UPPs.

Na noite desta segunda-feira, Thomas Bruno Dantas,o Mongol, de 30 anos, foi morto em ação do Batalhão de Operações Especiais (Bope) na comunidade. Ele era um dos chefes do tráfico no local. 

Ação em Manguinhos recebe apoio do Batalhão de Ações com Cães (BAC) Divulgação

O Bope estava em Manguinhos reforçando o policiamento após o soldado Antônio Carlos Paiva Nunes, de 34 anos, ser baleado na cabeça durante patrulhamento na Avenida Leopoldo Bulhões, domingo pela manhã. Mongol chegou a ser levado pelos comparsas para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, mas não resistiu.

Segundo o delegado da Core e responsável pela captura do traficante, Fabricio Oliveira, Mongol era um criminoso de altíssima periculosidade, apontado como um dos responsáveis pela execução de um policial militar.


Você pode gostar