Por adriano.araujo, adriano.araujo
Rio - A comemoração pelos aniversários das primas Vláudia Cristina, de 39 anos, e Suellen Soares, de 21, terminou na madrugada desta terça-feira com as duas baleadas e socorridas no Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes. Elas foram atingidas pela mesma bala quando passavam de moto pela Rua João Vicente, em Bento Ribeiro, às 4h45. Vlaudia, que faz aniversário hoje, e Suellen, domingo, estavam no veículos com dois primos. Segundo a mãe de Suellen, os tiros foram disparados por um homem que estava a pé na rua.
“Como assim atirar em duas mulheres do nada? Estávamos num pagode comemorando o aniversário dela. Eu fui embora porque tinha que trabalhar hoje. Elas ficaram e depois elas saíram para fazer um lanche. Só isso. Estamos apavorados. A violência está em todos os bairros. Ele deve ter pensado que eram assaltantes. Só isso para justificar esses tiros. Somos uma família de bem, não temos envolvimento com nada de errado. Foi um susto muito grande”, disse Monica aos prantos.
Publicidade
Suellen, que é estudante e vendedora, levo um tiro de raspão na clavícula e teve alta. Já Vláudia, que é recepcionista do Hospital Geral de Bonsucesso, permanece internada porque o tiro transfixou pelas costas e seu estado é mais delicado. Monica contou que o pai de Vláudia está em choque. “Queremos Justiça. Precisamos saber quem é esse homem. Se ele mata as duas eu nem sei o que faço? Suellen é minha filha única e tem um bebê de um ano. Vláudia também tem filho”, contou Monica.
O caso foi registrado na 30ª DP (Marechal Hermes) e diligências estão em andamento para esclarecer todas as circunstâncias do crime e identificar o atirador. De acordo com o 9° BPM (Rocha Miranda), PMs fizeram buscas para tentar prender o homem, mas até o momento ele não foi preso.