Corpo encontrado esquartejado e carbonizado na Zona Oeste é de policial

Segundo delegado, PM teria sido assassinado por traficantes de comunidade, mas nenhuma linha de investigação foi descartada

Por O Dia

Daniel CavalcanteReprodução Internet

Rio - A Polícia Civil confirmou que o corpo encontrado esquartejado e carbonizado na Rua Engenheiro Pires Rabelo, em Senador Camará, na Zona Oeste do Rio, é do policial militar Daniel Cavalcante da Silva, de 26 anos. O PM foi achado dentro de um carro, com marcas de tiros, nesta quarta-feira. Até o momento, nenhum suspeito foi preso.

Delegado titular da Delegacia de Homicídios da Capital (DH), Fábio Cardoso disse que a vítima foi identificada após um exame necropapiloscópico. Ele afirmou que a principal linha de investigação é que o PM tenha sido assassinado por traficantes de drogas de uma comunidade próxima. No entanto, nenhuma hipótese foi descartada.

Daniel é o oitavo policial morto em apenas 12 primeiros dias deste ano. O soldado Sandro Mendes de Lyra, de 36 anos, foi assassinado durante um ataque de bandidos na Favela do Mandela, em Manguinhos, na Zona Norte, na madrugada desta quinta-feira.

Lyra estava com outros policiais em uma viatura, quando foram atacados por homens em pelo menos uma moto, por volta das 3h, na localidade conhecida como Igrejinha.

O soldado chegou a ser socorrido para o Hospital Quinta D'or, em São Cristóvão, mas não resistiu e morreu. Ele estava acompanhado de outros dois policiais, mas as armas deles teriam falhado. Até o momento, a UPP ainda não confirmou esta informação e disse que "essas informações são estratégicas e fazem parte do relatório de inteligência". "Somente teremos uma conclusão sobre possível falha após a conclusão da perícia", completou, em nota.

O soldado Lyra estava na corporação desde março de 2012 e deixa esposa e dois filhos. Ele será enterrado às 15h desta sexta-feira, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap.

Últimas de Rio De Janeiro