Por gabriela.mattos

Rio - Marcelo Crivella e o Consórcio BRT, que administra o transporte por ônibus articulados, divergem sobre a quantidade de passageiros transportados. O prefeito afirma que o BRT recebe 500 mil pessoas por dia e, por conta disso, lucra “cinco vezes mais do que o ponto de equilíbrio do contrato”.

Já o consórcio diz que tem registrado déficit diário de 200 mil passageiros por dia. Alega que a previsão da Secretaria de Transportes na gestão de Eduardo Paes era que o BRT transportasse média diária de 640 mil passageiros, incluindo os que têm direito a gratuidade, nos corredores Transoeste, Transcarioca e Transolímpica. O BRT diz que transporta atualmente média de 440 mil.

Encurtou

A redução do número de clientes é usada pelo BRT, inclusive, para justificar alterações no horário de funcionamento das linhas. Ônibus que partiam do Terminal Jardim Oceânico em direção ao Recreio, por exemplo, operavam até meia-noite. A partir de 2017, o último veículo passou a deixar a estação às 22h30. A mudança pegou passageiros de surpresa.

Alerta confuso

Avisos sonoros que deveriam informar a passageiros embarcados sobre as futuras paradas do BRT estão errados. Ouve-se que a próxima estação é ‘x’ quando, na verdade, é ‘y’. Isto porque a prefeitura fez alterações nas linhas do BRT, mas o aviso sonoro ainda não foi atualizado pelo consórcio. O BRT diz que o procedimento leva algum tempo e que trabalha nos ajustes.

Exercício

O secretário de Transportes, Fernando Mac Dowell, de 71 anos, e o empresário dos transportes Jacob Barata Filho, de 63, reuniram-se terça na sede da secretaria, em Botafogo. Tiveram que subir os nove andares do prédio de escada. Os dois elevadores estavam enguiçados.

Pertos do prefeito

A Secretaria de Transportes está de mudança para a Cidade Nova, para ficar mais perto de Crivella. Antiga Secretaria de Desenvolvimento Social, que funcionava na Candelária, a Secretaria de Desenvolvimento, Emprego e Inovação, comandada por Clarissa Garotinho, também migrou para a Cidade Nova.

Na contramão

Em meio ao corte de gastos do governo do estado e à expectativa sobre a privatização da Cedae, o conselho de administração da empresa estadual aprovou a criação de uma nova diretoria: a de Esgoto. A homologação deve ser feita nos próximos dias.

Você pode gostar