Cinco linhas da Baixada e Zona Oeste sofrem intervenção

Após denúncia do MP sobre serviço precário, Detro retira itinerários operados pela Expresso Mangaratiba e passa para outras duas empresas

Por O Dia

Rio - A Expresso Mangaratiba vai deixar de operar cinco linhas de ônibus, a partir do próximo sábado, por determinação do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro). A decisão, que foi publicada no Diário Oficial ontem, definiu que a empresa deixará de operar as linhas 451T Duque de Caxias — Campo Grande (via Éden), 117T Duque de Caxias — Mangaratiba (via Campo Grande), 564T Duque de Caxias — Campo Grande (via Parada de Lucas), 1904T Duque de Caxias — Campo Grande e 2904T Duque de Caxias — Santa Cruz.

O Detro considerou um procedimento instaurado pelo Ministério Público Estadual, que denunciou a precariedade dos serviços prestados pela permissionária. Segundo o órgão, além de não possuir frota adequada à operação dos serviços autorizados, nos últimos exercícios, a empresa não demonstrou regularidade fiscal, trabalhista e previdenciária, descumprindo procedimento previsto no regulamento.

A Expresso Mangaratiba já tinha sido autuada outras vezes pelo DetroReprodução

De acordo com o Detro, a medida tem o objetivo de garantir o atendimento aos usuários das linhas operadas pela empresa, considerando a regularidade, qualidade e a segurança do serviço. Em caráter emergencial, o Detro informou que as empresas Transportes Flores e Viação Reginas foram convocadas para assumir a operação das linhas, porque já têm rotas na região e apresentam frota necessária para os itinerários. A Transportes Flores irá atuar na linha 451T e as demais ficarão com a Viação Reginas.

A intervenção tem validade de 365 dias. Durante este prazo, a empresa pode retomar a operação das linhas, desde que regularize suas pendências junto ao Detro e que sejam sanados os problemas detectados.

Reportagem da estagiária Marina Cardoso

Últimas de Rio De Janeiro