Por gabriela.mattos

Rio - A juíza Cristiana de Faria Cordeiro decidiu, na tarde desta quarta-feira, soltar o alemão Carl Philippe Werner, de 29 anos, que atropelou seis pessoas na Avenida das Américas, no Recreio, Zona Oeste do Rio. O acidente ocorreu na altura do número 13.600 da via na noite desta terça-feira. 

Das vítimas, duas estão internadas com quadro grave no CTI e uma morreu. Após ser ouvido na 16ª DP (Barra da Tijuca), nesta quarta, Carl foi encaminhado para uma audiência de custódia, durante a tarde, onde a juíza decidiu pela liberdade do condutor. No entanto, familiares dos ferido estão inconsoláveis com a situação.

Carro invadiu calçada e destruiu ponto de ônibus no Recreio. Seis pessoas foram atropeladas e uma delas morreuReprodução Jacarepaguá News

A vítima fatal foi identificada como Marcos Antônio Ferreira Barros, de 35 anos. Os feridos, Karoline Alves Brito de Morais, de 24 anos, e Rene Couto dos Passos, 44 anos, já tiveram alta. Renan Lopes Mieiro Ramos, 22 anos, continua internado mas inspira cuidados médicos. Mara Moreira de Oliveira Brito, 25 anos, e Samuel Santos Bonfim, de 24 anos, estão em estado grave no CTI do Hospital Lourenço Jorge, na Barra.

Rosilda Firmino Rosa, 26 anos, é casada com o Samuel e estava em casa quando soube do acidente. Ela conta que o marido estava a caminho de casa e se falaram via Whatsapp por volta das 23:25 de terça-feira, minutos antes do acidente. "Ele ainda não recuperou a consciência, enfermeiras dizem que ele não sabe o que aconteceu. Ele teve uma perfuração no abdome, é tudo o que sei. Só quero que ele fique bom logo para irmos para casa", disse ansiosa, Rosilda. "A gente tá em casa, esperando o marido para jantar, ver um filme e recebe uma notícia dessas!", desabafa.

Já Marcílio, marido da Mara, estava inconsolável. Muito religioso ele diz que se apega a Deus para aquecer as esperanças de uma melhora no quadro de sua esposa . "Ela perdeu muito sangue e feriu o baço. Os médicos não falam muito. Estou esperando a visita para ver como ela está e ter notícias”, disse ainda bastante abalado.

Segundo o presidente da Comissão Especial de Acompanhamento e Estudo da Legislação do Trânsito da OAB-RJ,  Armando Silva de Souza a decisão está em total harmonia com lei e com a orientação do Conselho Nacional de Justiça que é de somente encaminhar para a prisão a pessoa que representa perigo à sociedade.

Especialista em crimes de trânsito, Armando Souza esclarece que o caso foi qualificado pela juíza como culposo, sem a intenção de matar. “O condutor foi imprudente e vai pagar por isso e estar sob efeito de bebida alcoólica é um agravante à pena. A audiência de custódia evita, justamente, que pessoas que não oferecem perigo à sociedade sejam encaminhadas à prisão. Hoje, com todos esses problemas do sistema penitenciário, ir para a prisão pode trazer mais malefícios que benefícios ao acusado”, pontua.

Diante da decisão judicial, o condutor Carl Weber perde o direito de dirigir e terá a carteira de habilitação detida, fica impedido de sair do país e terá seu passaporte retido. Também terá que se apresentar mensalmente à justiça para informar e justificar suas atividades.

Samuel, Mara e Rene trabalham no supermercado Mundial, próximo ao local do acidente e tinham acabado de deixar o trabalho. Marco, que faleceu, também trabalhava no supermercado. A assessoria de imprensa do Mundial diz que está oferecendo todo apoio financeiro e psicológico à todos os envolvidos e familiares e estão acompanhando pessoalmente os funcionários que ainda estão internados. Quanto à família do Marcos, que faleceu, estão ajudando com todos os processos burocráticos para o enterro. 

Você pode gostar