Por adriano.araujo

Rio - A Polícia Federal (PF) realiza nesta quarta-feira uma operação recuperar obras de arte roubadas do Museu Imperial, em Petrópolis, na Região Serrana. A ação, chamada de Antiquários, busca cumprir três mandados de busca e apreensão no Rio, em São Paulo e na Bahia, além de obter mais detalhes sobre a subtração das peças. Os mandados foram expedidos pela 6º Vara Federal Criminal do Rio. 

Segundo a investigação da PF, em 1999 foi realizada uma doação através de escritura pública de um imóvel e de aproximadamente 4 mil obras ao Museu Imperial. Em 2014, parentes dos próprios doadores se aproveitaram desta condição e roubaram alguns dos itens doados, antes da incorporação definitiva das peças ao acervo do Museu. O falecimento do último doador, que permanecia com a propriedade dos bens na condição de usufrutuário, também facilitou a ação.

Polícia Federal (PF) faz operação no Rio%2C Bahia e São Paulo para recuperar peças roubadas que pertencem ao Museu Imperial%2C em PetrópolisDivulgação

O próprio Museu Imperial colabora com as investigações. As obras roubadas estavam na Casa Geyer, no Cosme Velho, e suspeita-se que os investigados faziam de suas residências e escritórios, galerias privadas com o acervo desviado. As penas do furto qualificado podem chegar a oito anos de reclusão e multa.

Você pode gostar