Corpo de menina raptada em Irajá é sepultado

Enterro aconteceu no Cemitério de Irajá na tarde desta quinta-feira

Por O Dia

Rio - O corpo de Thifany Nascimento de Almeida, de 11 anos — que de acordo com a polícia foi sequestrada e morta por um vizinho — foi sepultado na tarde desta quinta-feira no cemitério de Irajá, na Zona Norte do Rio. Desesperada, a mãe da menina que vestia uma camisa escrito "Para sempre Thifany" precisou ser amparada por familiares. 

Três ônibus saíram da Favela do Amarelinho para se despedir da menina. Moradores e amigos chegaram com faixas pedindo justiça. "Só queremos Justiça. Que isso não seja mais permito nas favelas. Esse é o nosso grito!", disse o presidente de honra do conjunto do Amarelinho, Robson Santos. 

Thifany Nascimento de Almeida foi encontrada morta dentro de uma mala em Acari. A a menina havia sido vista pela última vez quando brincava com uma amiga em uma praça da favela. Sandro Borges de Mattos, 46 anos, ofereceu um cachorro de presente à garota e pediu que ela fosse buscá-lo na casa dele. 


Últimas de Rio De Janeiro