TJ decreta prisão preventiva de homem envolvido em morte de criança em Irajá

Menina de 2 anos foi atingida por bala perdida na noite de sábado. Na ocasião, suspeito trocava tiros com policiais após roubar um carro

Por O Dia

Rio - O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) decretou, na tarde desta segunda-feira, a prisão preventiva de um homem envolvido na morte de uma criança em Irajá. Sofia Lara Braga, de dois anos, foi atingida por uma bala perdida enquanto brincava em uma lanchonete do bairro da Zona Norte na noite do último sábado. Na ocasião, Thiago Rodrigues dos Santos trocava tiros com policiais após roubar um carro.

Thiago Rodrigues dos Santos%2C suspeito de envolvimento com a morte da menina Sofia Lara Braga%2C de 2 anosRodrigo Menezes / Parceiro / Agência O Dia

O suspeito foi preso em flagrante. De acordo com o TJ, ele responderá por homicídio e roubo. Durante uma audiência de custódia, o juiz Livingstone dos Santos Silva Filho afirmou que se Thiago fosse solto, "implicaria em lesão a diversos direitos coletivos". O magistrado lembrou ainda que o homem foi preso com um veículo roubado e uma pistola calibre 380 com a numeração raspada.

Dor e comoção no enterro de Sofia

Criança foi vítima de bala perdida dentro de lanchoneteReprodução Internet

"Quando eu te vi, meu mundo amanheceu. Mas você partiu sem mim. Eu sei que estás agora em algum jardim. Entre as flores. Anjo, tão amado anjo". Os versos são do refrão da música ‘Uma vez mais’, de Ivo Pessoa. Sob o coro dele, cantado por cerca de 100 pessoas, o corpo da pequena Sofia Lara Braga, de 2 anos e sete meses, foi enterrado na tarde deste domingo, no Cemitério de Irajá. O enterro ocorreu a apenas 500 metros de distância de onde Sofia foi atingida por uma bala perdida, na noite de sábado, enquanto brincava com outras dez crianças no parquinho da lanchonete Habib’s, da Avenida Monsenhor Félix. O tiro —que a atingiu na boca e transfixou a nuca — foi disparado durante uma perseguição policial a um homem que havia roubado uma picape. A autoria do disparo ainda está sendo investigada.

"Uma equipe foi avisada que uma picape Mitsubishi L-200 tinha sido roubada na altura da favela Para Pedro, em Colégio. Houve troca de tiros entre os policiais e o criminoso no início da perseguição. No local onde a criança foi atingida não houve troca de tiros”, afirmou o coronel Marcos Lima, comandante do 41º BPM (Irajá), que atendeu a ocorrência. Os fuzis usados pelos agentes foram apreendidos para perícia, assim como a pistola do criminoso.

Santos foi preso duas quadras após passar com a picape pelo Habib’s, ao capotar com o veículo. “Escutei um barulho muito alto, como de um prédio desabando. Os policiais gritaram para ele ‘perdeu, perdeu’. Depois disso, ainda escutei um tiro. Eram umas 21h30 da noite”, afirmou uma moradora que presenciou o capotamento, e pediu para não ser identificada.

Últimas de Rio De Janeiro