Reclamar Adianta: Cuidado com as liquidações!

Segundo o SPC, 40% dos consumidores têm contas atrasadas. Evite ir a lojas e shoppings em alguns momentos de euforia

Por O Dia

Rio - Começo de ano dá vontade de aproveitar oportunidades e sair comprando. Jamais se compra algo porque está barato. Afinal, há as despesas de começo de ano como impostos como IPTU e IPVA, fatura do cartão de crédito, material escolar etc. Segundo o SPC, 40% dos consumidores têm contas atrasadas (e metade com ‘nome sujo’). Evite ir a lojas e shoppings em alguns momentos de euforia ou em época de liquidações.

Liquidações, facilidades de pagamento, promoções atrativas e o tempo que você tem disponível afetam seu comportamento. Por isso, sempre pense em estratégias para evitar as compras por impulso. Saia de casa sem o cartão de crédito se não tiver necessidade ou intenção de comprar. Pessoas com mais tempo compram menos porque refletem antes de tomar uma decisão enquanto, com pressa, compram tudo que veem, sem pensar nas consequências.

Poda de árvore

Moro na Rua Brotas no bairro de Jardim Bela Vista. Em frente ao lote 20 há uma árvore que precisa ser podada urgentemente. Os moradores da Rua já fizeram contato com a Comlurb que empurra o caso para a Light. Precisamos de ajuda! Raphael Araújo Souto - Campo Grande, Rio de Janeiro.

Para realizar a poda da árvore será necessário o apoio da Light, pois existe conflito dos galhos com a rede elétrica, que deverá ser desligada. O pedido de apoio já foi realizado à Light e estamos no aguardo do agendamento. Assessoria da Comlurb

"O consumidor está mais conectado às questões socioambientais, e a área de construção civil vem buscando soluções que minimizem o impacto de suas atividades no meio ambiente", diz Bruno Peotta%2C diretor da RentCon Locaçõese Projetos em ContêinerDivulgação

Cancelamento

Sinto-me lesada. Fui induzida a contratar um plano em uma loja da Oi. Oito dias depois solicitei o cancelamento e fui informada que deveria pagar uma multa no valor de 600 reais pelo rompimento do contrato. Merian Gomes Moraes - Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro

Informamos que as faturas geradas nos meses 07/2016, 08/2016 e 09/2016 foram canceladas e que a cliente segue ciente do tratamento. Pedimos desculpas pelo transtorno e nos colocamos à disposição para maiores dúvidas. Assessoria de Imprensa da Oi.

Estação Bonsucesso

Sou usuário da estação de trem de Bonsucesso e há alguns dias o elevador e a escada rolante não estão funcionando, um prejuízo para idosos e portadores de deficiência. David Lemos, Bonsucesso – Rio de Janeiro.

A escada rolante precisou ser desligada após identificarmos danos nas correntes de degraus. Novas peças estão sendo providenciadas. Em relação ao elevador, o equipamento apresentou problema eletrônico. Os funcionários estão prontos para prestar auxílio imediato aos passageiros que necessitarem. Assessoria de Imprensa SuperVia

Queda de energia

Há mais de uma semana que os moradores da minha rua sofrem com a falta de luz constante, sempre no período da noite. Tem dias que leva horas para a luz voltar. Um grande transtorno. Rose Lopes, Lagoa – Rio de Janeiro

A Light informa que realizou o serviço de podas em árvores no circuito alimentador que atende à região e também executou reparos, como substituições de conexões, postes e estruturas. Essas ações visam minimizar as interrupções de energia na região. Assessoria de Imprensa Light

Dúvidas Frequentes

Denise das Neves de Souza Teixeira, da Neves & Teixeira Advogados Associados

Denise das Neves de Souza Teixeira%2C da Neves %26 Teixeira Advogados AssociadosDivulgação

Cada vez mais pessoas buscam o conforto e a comodidade dos shoppings, que concentram uma gama de serviços, com um ar de mais segurança aos usuários. Mas você já viu ou pelo menos ouviu alguém falar sobre algum evento inesperado dentro do shopping, como a queda de um usuário na área comum ou assaltos dentro do estacionamento. Como agir diante de uma situação como essa? Há alguma responsabilidade do local? Segundo a advogada Denise das Neves de Souza Teixeira, tendo em vista que a relação do consumidor com o shopping é de natureza consumerista, logo deve-se aplicar o Código de Defesa do Consumidor que estabelece a responsabilidade objetiva, ou seja, o estabelecimento responde, independentemente de culpa, nos termos do artigo 14, da lei 8078/1990. “A súmula 130 do STJ estabelece que a responsabilidade é da empresa em caso de furto de veiculo dentro de estacionamento”, explica a advogada.

Coluna de Átila Nunes

Últimas de Rio De Janeiro