Homem vai responder por maus tratos a cão que amarrou a poste

Vídeo na Internet levou polícia a agressor

Por O Dia

Scooby está agora em um abrigoDivulgação

Rio - Cuidado, você pode estar sendo filmado! Foi assim, após um vídeo cair nas redes sociais, que Franz Lizst Mac-Dowell Lopes foi parar na 5ª DP (Gomes Freire) no domingo e acabou indiciado por maus tratos a animais. A pena é de três meses a um ano de prisão e multa, e aumenta se o animal morrer. Franz foi flagrado no sábado, no Grajaú, batendo em um cão, amarrado a uma árvore e amordaçado.

Na delegacia, alegou que havia sido atacado por Garoto, cão que ele disse ser de sua mãe, que mora no Grajaú. O cachorro foi resgatado e está com os protetores e responsáveis pelo Centro de Reabilitação Pata Amiga, Randel Silva e Christiane Neri. O vídeo chegou até eles, que saíram em busca do animal mas, antes, postaram as cenas na sua página no Facebook. “A repercussão foi enorme. Conseguimos achar a pessoa que filmou e a convencemos a ir à polícia. Só tínhamos a placa do carro e o endereço do agressor e foi com ela que chegamos até ele”, contou ela.

De plantão na 5ª DP, o delegado Marcelo Carregosa soube do fato pelas redes sociais, contatou Randel e fez o registro de ocorrência. “Embora tivesse a paralisação da polícia,tinha uma vida em risco, que é a do animal”, explicou Carregosa, que determinou a busca e apreensão do cachorro.

O cão recebeu o nome de Scooby e está numa hospedagem. “Ele está muito agressivo, deve ser porque apanhou muito. Terá que passar por ressocialização, e ainda está com otite, problema de pele e um pouco desidratado”, contou Christiane. Como é crime de menor potencial ofensivo, Franz não fica preso e o caso será julgado no Juizado Especial Criminal.

Últimas de Rio De Janeiro