Por gabriela.mattos
Rio - O Detran-RJ não envia por e-mail informação alguma sobre multas. O aviso foi publicado depois de motoristas terem recebido grande quantidade de mensagens eletrônicas falsas sobre supostas pontuações em infrações, muitas delas mandadas inclusive com boletos, utilizando o logotipo do Detran, mas que em hipótese alguma devem ser pagos, adverte o órgão, já que informações são comunicados no Diário Oficial do Estado e por meio de correspondências mandadas pelos Correios.
Os usuários do órgão só recebem por e-mail notificações do serviço ‘Detran e Você’, pelo qual o cliente é informado sobre prazos para vistoria de veículo, data de vencimento da Carteira Nacional de Habilitação e da identidade (RG), além de alertas para a entrega de ambos os documentos. Mesmo assim, essas mensagens só são enviadas para quem se cadastrar no sistema e solicitar o envio dos dados. É recomendável que os usuários acessem o site: www.detran.rj.gov.br.
Publicidade
Lâmpada queimada
Moro na Rua São Marcelo, em Curicica, e há algumas semanas venho reclamando sobre uma lâmpada com mau contato em um poste que fica em frente ao número 21 desta rua. Já entrei em contato com a Rioluz, mas a troca da lâmpada ainda não foi feita. Maria José da Silva Tavares, Curicica – Rio de Janeiro.
Publicidade
A Rioluz, empresa municipal de iluminação, informa que a iluminação foi normalizada no local. Assessoria de Imprensa Rioluz.
"Avalie os custos fixos e elimine o que puder, sem causar prejuízo à receita da empresa. Todavia, seja cuidadoso! Cortar custos fixos a ponto de prejudicar a qualidade do produto é um mau negócio", diz Roberto Barretto%2C Diretor do Brasillis IdiomasDivulgação

Agradecimento

Graças à sua intervenção, hoje (27/01) já recebi o e-mail do Ponto Frio informando os detalhes do vale que eu tinha direito. Já fiz a compra de outro ar condicionado usando o vale como parte do pagamento. O novo ar deve ser entregue na próxima semana. Eu agradeço a sua ajuda e espero que não haja mais nenhum problema na entrega. Mas, se houver eu lhe avisarei e pedirei sua ajuda novamente. Um grande abraço! Léo Fabiano, Tijuca – Rio de Janeiro.
Publicidade
2ª Via do cartão
Solicitei segunda via dos cartões de crédito Banco do Brasil Saraiva e Petrobras e estou aguardando desde novembro e toda vez que ligo para o SAC, o atendente informa que os cartões foram gerados e postados, porém, expira o prazo e o cartão não chega à minha residência. Ana Paula Medeiros Bastos - Praça da Bandeira, Rio de Janeiro.
Publicidade
O BB informa que efetuou três vezes a geração dos cartões e ambos foram enviados ao endereço que consta no sistema. O último envio ocorreu em 18/01/2017. Assessoria de Imprensa Banco do Brasil.
Problema na linha

A Nextel não faz o que promete que é consertar minha linha. Estou sem o Nextel Aviso e Caixa Postal. Se minha linha estiver desligada ou fora de área recebe uma mensagem dizendo que meu número não existe. Já fiz várias reclamações. Emanoel Carneiro, Irajá – Rio de Janeiro.

Publicidade
Em atenção ao relato enviado, a Nextel a esclarece que o cliente foi contatada e os serviços foram normalizados. Assessoria de Imprensa Nextel.
Dúvidas Frequentes
Publicidade
Com Sandro Caldeira, professor de Direito Penal, delegado de Polícia Civil e criador do Jeito Legal de Estudar Direito
Sandro Caldeira%2C prof. Direito Penal%2C Delegado de Polícia Civil e criador do Jeito Legal de Estudar DireitoDivulgação

O consumidor deve ficar atento ao fazer compras, principalmente para saber se as mercadorias estão no prazo de validade. “Mercadoria vencida não pode ficar exposta nas prateleiras para a venda, e precisa ser retirada e devolvida à empresa responsável pela sua produção ou destruída”, esclarece o professor Sandro Caldeira. Caso adquira um produto com validade vencida, o consumidor tem o direito, assegurado por lei, de efetuar a troca ou de ter restituída a quantia que ele pagou. “Quem for pego vendendo produtos fora da validade ou impróprios para o consumo está cometendo crime contra as relações de consumo e pode ser preso em flagrante, dependendo da situação, e ter que pagar multa ou sofrer detenção entre dois e cinco anos. Saber dos seus direitos é a melhor forma para poder exercê-los!” orienta Sandro Caldeira.

?Coluna de Átila Nunes