Blocos de rua animam as vendas do comércio carioca

Expectativa do comércio carioca é de um incremento de 1% nas vendas até o fim do carnaval em relação ao ano passado

Por O Dia

Rio - Animado com o aquecimento do movimento nas lojas especializadas em produtos para o Carnaval, principalmente pelo grande número de foliões dos blocos de rua que não exigem fantasias padronizadas, a expectativa do comércio carioca é de um incremento de 1% nas vendas até o fim do carnaval em relação ao ano passado. É o que mostra a pesquisa do Centro de Estudos do Clube dos Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDLRio), que ouviu 400 lojistas da Cidade do Rio de Janeiro entre os dias 01 de fevereiro a 07 de fevereiro para conhecer a expectativa de venda de produtos para o Carnaval.

Segundo os lojistas adereços e fantasias, tecidos, bermudas, shorts, camisetas, linha de praia (biquine, maiô, chapéus e saídas de praia) são os produtos que deverão ser mais vendidos. O preço médio das compras será em torno de R$ 120,00 e os clientes devem utilizar o cartão de crédito parcelado como forma de pagamento, seguido de cartão de loja, dinheiro, cartão de débito, cheque e crediário.

De acordo com Aldo Gonçalves, presidente do CDLRio, as vendas de produtos para o carnaval devem contribuir para o total das vendas no mês de fevereiro. “O lojista está animado e o que tem colaborado bastante para o aumento das vendas de produtos para o carnaval são os blocos de rua, que não exigem fantasias padronizadas”, diz Aldo.

Outro aspecto apontado pelo presidente do CDLRio é que sempre que o carnaval cai no fim de fevereiro beneficia o comércio. “Quando cai no início do mês, normalmente as vendas não reagem bem, porque o consumidor já vem comprometido com as despesas do fim do ano, início das aulas e impostos.”

A pesquisa mostra também que os lojistas estão apostando na promoção, pagamento facilitado, descontos e kit promocionais como forma de estimular as vendas. As lojas do Centro e da Zona Sul deverão vender mais do que as da Zona Norte e Oeste.

Últimas de Rio De Janeiro