Corpo de motorista de Uber encontrado em favela será enterrado nesta terça-feira

Ed Wilson Araujo da Silva será enterrado no Cemitério da Taquara, em Duque de Caxias. Família sofreu com demora na remoção do corpo

Por O Dia

Ed Wilson desapareceu depois de realizar uma corrida como Uber. Corpo foi encontrado dentro de canal em Vila Sapê%2C em CaxiasReprodução Facebook

Rio - O corpo do motorista de Uber Ed Wilson Araujo da Silva, de 28 anos, será enterrado na tarde desta terça-feira no Cemitério Nossa Senhora de Fátima, em Taquara, Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Ele foi encontrado dentro de um canal na Favela Vila Sapê, também em Caxias, na tarde de domingo. Desde então, a família enfrentou uma via-crúcis para fazer a sua remoção e enfim sepultá-lo.

Desde ontem, O DIA questionava o porquê da 62ª DP (Imbariê) não querer registrar a ocorrência. "No fundo eles não tem resposta. Foi um descaso, uma negligência deles. Tem que passar pela dor da perda e pela dor da negligência, do desrespeito", disse a cuidadora de idosos Rosana Paula de Souza da Silva, viúva de Ed Wilson.

A Policia Civil informou na manhã desta terça-feira que a " 62ª DP, assim que a foi comunicada sobre o caso em que Ed Wilson Araújo da Silva foi vítima, imediatamente comunicou a ocorrência à Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense - DHBF. A especializada registrou o caso e de imediato iniciou as investigações. " Entretanto, ainda não foi informado porque a demora na realização da perícia — feita somente no dia seguinte.

O motorista desapareceu na madrugada de sábado, quando voltava para casa após encerrar uma corrida na região. Seu corpo foi encontrado dentro de um valão na Favela Vila Sapê, na tarde de domingo. Mas a 62ª DP se recusou a receber o caso e encaminhou — por telefone, por falta de sistema — à Delegacia de Homicídios da Baixada (DHBF). A recusa também teria ocorrido por ser considerada uma área de risco. Parentes e amigos tiveram que remover o corpo do local com a ajuda dos bombeiros e deixá-lo às margens da Rodovia Rio-Magé.  

A perícia da Polícia Civil só foi concluída por volta das 11h30 desta segunda-feira e corpo retirado ao meio-dia pela Defesa Civil Estadual, quase 24 horas depois de o corpo ser encontrado.

Três motoristas de Uber mortos no fim de semana

Além de Ed Wilson, outros dois motoristas de Uber morreram neste fim de semana, vítimas da violência no Rio. Os casos ocorreram em São Gonçalo e no bairro Colégio, na Zona Norte do Rio.

Nickson Ferreira Pereira, de 32 anos, foi atingido por um tiro na Avenida Pastor Martin Luther King Júnior, em frente à estação de metrô Colégio, na Zona Norte, quando estava parado em um sinal. Segundo a polícia, ele foi surpreendido pelo atirador que se aproximou, bateu no vidro do motorista e disparou, fugindo em seguida na garupa uma moto com outro homem. Nada foi levado.

Em São Gonçalo, Wagner Luiz Araújo Silva, de 38 anos, teria sofrido um ataque cardíaco após ser assaltado e levar uma coronhada dos criminosos na Rua Professor Adalberto Nicoll, bairro Estrela do Norte. A 72ª DP (São Gonçalo) investiga o caso.

Últimas de Rio De Janeiro