Operação termina com sete baleados e dois presos no Complexo do Chapadão

Um dos chefes do tráfico de drogas também foi detido. 'Grisalho' é suspeito de participar da morte de militar do Exército e ex-soldado

Por O Dia

Rio - Uma operação do 41º BPM (Irajá) terminou com três suspeitos mortos, quatro baleados e dois presos no Complexo do Chapadão, em Costa Barros, Zona Norte do Rio, nesta segunda-feira. Entre os detidos está um dos chefes do tráfico de drogas do local. De acordo com a polícia, "Grisalho" atua principalmente nas comunidades do Final Feliz, Tiradentes, Parque Esperança, Cova da Onça e Bom Tempo.

Polícia apreendeu dois fuzis%2C uma pistola%2C dois radiotransmissores e duas granadasDivulgação

A polícia informou ainda que ele é um dos suspeitos de participar da morte de um militar do Exército e de um ex-soldado no Final Feliz no ano passado. Além disso, "Grisalho" é conhecido por torturar e queimar suas vítimas e teria também ordenado o incêndio de oito ônibus no mês passado. Segundo a polícia, o homem é braço direito do traficante Davi, um dos responsáveis pelo tráfico no Chapadão.

Durante a operação, os PMs apreenderam ainda dois fuzis AR-15, uma pistola, duas granadas, dois radiotransmissores e grande quantidade de material entorpecente. Os feridos foram socorridos e levados para o Hospital Estadual Carlos Chagas. A ocorrência foi registrada na Cidade da Polícia.

Últimas de Rio De Janeiro