Informe do Dia: Temer afirma que só haverá intervenção federal se Pezão pedir

Sem se colocar como a favor ou contra, o Otavio Leite (PSDB) disse a Temer que a medida tem sido solicitada por políticos do Rio

Por O Dia

Rio - De acordo com o presidente Michel Temer, só haverá intervenção federal no Rio caso o governador Luiz Fernando Pezão faça um pedido formal. Temer foi questionado em conversa reservada com o deputado federal Otavio Leite (PSDB) no Palácio do Planalto. Sem se colocar como a favor ou contra, o tucano disse a Temer que a medida tem sido solicitada por políticos do Rio. “Só haverá intervenção se o próprio Pezão pedir”, respondeu o presidente.

Duas consequências de uma possível intervenção desagradam a Temer: transferir para o governo federal a responsabilidade pelo pagamento do funcionalismo estadual e a impossibilidade de tramitar Projeto de Emenda à Constituição (PEC) durante o período. Aprovar a PEC da Reforma da Previdência é uma das prioridades do presidente.

Falando nisso...
Os deputados federais Alexandre Valle (PR) e Marcelo Delaroli (PR) entraram para o time dos que pedem, em Brasília, a intervenção.

Pagou com ingratidão
Determinado pela União, o bloqueio de R$ 220 milhões das contas do estado foi interpretado como “falta de sensibilidade” por aliados de Pezão. Lembram que, depois de todo o esforço do Palácio Guanabara para aprovar a venda da Cedae, o governo federal fez o bloqueio e, às vésperas do Carnaval, retirou do Rio as tropas do Exército.

‘Lamentável’
A reclamação ecoa até mesmo entre políticos da oposição. “É lamentável o sequestro dos recursos após a aprovação da venda da Cedae que, teoricamente, serviria pra botar o salário dos servidores em dia”, diz Carlos Osorio (PSDB).

Rusga
A temperatura subiu, ontem, na Câmara Municipal.Isto porque o secretário de Meio Ambiente, Rubens Teixeira, recusou-se a atender o vereador Professor Adalmir (PSDB) para ouvir uma sugestão. E recomendou que ele procurasse o teleatendimento da prefeitura, o 1746.

Convocado
Na tribuna, Rosa Fernandes (PMDB) disse que Teixeira foi eleito por apenas uma pessoa (Crivella), enquanto os vereadores, pela população. Já o presidente da Comissão de Meio Ambiente, Willian Coelho (PMDB), convocou Teixeira para apresentar o cronograma de trabalho na Câmara. Agora, o secretário terá obrigatoriamente que enfrentar o parlamento.

Gado por água
Crivella critica a privatização da Cedae, mas três deputados de seu partido, o PRB, votaram a favor da medida. Como o Informe antecipou, a bancada foi contemplada com indicações para a Secretaria Estadual de Agricultura e Pecuária.

Últimas de Rio De Janeiro