Suspeito de chefiar roubos de celulares tinha casa de luxo no Engenho Novo

Ele foi preso na manhã desta quinta-feira. Segundo a polícia, ele estava envolvido em assalto a loja de telefonia na Tijuca em maio do ano passado

Por O Dia

Polícia prendeu suspeito de chefiar quadrilha especializada em assaltos de celulares. Conhecido como 'Bola'%2C tinha uma casa de luxo no Engenho Novo%2C Zona Norte do RioFoto%3A Divulgação

Rio - Um suspeito de chefiar uma quadrilha especializada em roubos de celulares foi preso em casa, na manhã desta quinta-feira, no Engenho Novo, Zona Norte do Rio. Segundo a polícia, Leandro Rodrigo Coelho dos Santos, conhecido como Bola, participou de um assalto a uma loja de telefone na Tijuca, em maio do ano passado. Delegado da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Intelectual (DRCPIM), Celso Gustavo contou ainda que a residência dele era de luxo.

"Ele dizia ser vendedor de roupas, mas vimos que a casa e os bens eram incompatíveis com a renda dele", afirmou o delegado. No local, os policiais encontraram uma televisão de 75 polegadas, no valor de mais de R$ 9 mil. "Todos os documentos dos produtos estavam em nomes de terceiros. Os bens ainda não foram apreendidos, porque vamos primeiro investigar a identidade dessas pessoas", explicou. 

Bola foi encontrado após a polícia rastrear mensagens de celulares roubados, que eram vendidos no Camelódromo e no Edifício Central. "Conseguimos traçar a rota dos telefones, identificamos a cadeia de receptores, ouvimos as pessoas e hoje prendemos o mandante", lembrou o delegado.

Outro suspeito de participar do assalto na Tijuca, Eduardo Azeredo continua foragido. Os 11 receptores indiciados responderão por crimes de receptação qualificada e associação criminosa. Alguns comerciantes do Camelódromo e do Edifício Central também foram denunciados no crime de lavagem de dinheiro.

Últimas de Rio De Janeiro