Baixista de grupo de pagode é preso dentro de carro roubado

Siena teria sido usado em roubo a caminhão

Por O Dia

Rio - Baixista do grupo Sambarasso, Lincoln Eduardo de Andrade e Silva, de 28 anos, foi preso nesta quinta-feira, suspeito de participar de uma quadrilha de roubo de cargas. Junto com André Luis de Moraes, 27, ele foi flagrado em um Siena preto roubado na área da 64ª DP (São João de Meriti) e com placa clonada na Avenida Brasil. Eles foram autuados por receptação na 34ª DP (Bangu).

Segundo PMs da UPP Vila Kennedy, a dupla monitorava os caminhões dos Correios, localizado às margens da via expressa. O comandante da UPP, capitão Carlos Eduardo, disse que os PMs estavam em patrulhamento na Brasil para evitar os roubos de cargas, quando foram acionados pela sala de operações. “Funcionários dos Correios suspeitaram e reconheceram o carro como um dos que foram usados em assaltos das correspondências. Fomos até o local e os dois homens dentro do carro não souberam explicar porque estavam parados ali e foram reconhecidos pelos funcionários como integrantes de uma quadrilha de roubo de cargas”, explicou.

O vocalista do Sambarasso, Gabriel Gac, afirmou que Lincoln sempre foi muito calmo. “Vivia andando com a filha, até nos ensaios”, relatou. “A agenda (do grupo de pagode) vai seguir normal, acrescentou. Em nota, o grupo comunicou que espera a decisão da Justiça. “Não compactuamos com quaisquer atividade que não seja relacionada ao fim para que nos reunimos, que é a música”.

Últimas de Rio De Janeiro