Operação Lei Seca no Rio intensifica ações durante o carnaval

Eesquema especial de carnaval terá 250 agentes e serão realizadas 65 blitz, segundo informações do governo do estado

Por O Dia

Rio - A Operação Lei Seca no Rio de Janeiro será intensificada no carnaval, com fiscalização nas ruas e campanha para conscientizar os foliões do risco de dirigir embriagado. O esquema especial de carnaval terá 250 agentes e serão realizadas 65 blitze, segundo informações do governo do estado.

Para as ações educativas, a operação escolheu blocos com maior concentração de pessoas, como o Carmelitas, a Banda de Ipanema, o Cordão da Bola Preta, o Bloco da Favorita, o Carrossel de Emoções, o Simpatia é Quase Amor, o Loucura Suburbana e o Sargento Pimenta.

Em ação da manhã deste sábado, os agentes da Lei Seca distribuíram ventarolas e adesivos com alertas sobre a importância de se voltar para casa com segurança no bloco Cobra Sarada, que se concentrou no Parque Guinle, em Laranjeiras.

Anos anteriores

No ano passado, segundo o governo do Rio, mais de 6,8 mil motoristas foram abordados por agentes da Lei Seca durante o carnaval. Desses, 563 apresentavam sinais de embriaguez, cerca de 8% do total.

Foram aplicadas 1.745 multas, 229 veículos foram rebocados e 528 carteiras de habilitações foram recolhidas no período.

Em 2015, 5,6 mil motoristas foram abordados pelas operações no carnaval. Deste total, 441 tinham sinais de alcoolemia (7,9%).

A Operação Lei Seca é uma campanha educativa e de fiscalização, de caráter permanente, lançada em março de 2009.

Últimas de Rio De Janeiro