Polícia prende suspeito de sequestro de gerente de banco em Niterói

Bando rendeu um homem e uma mulher e exigiu o pagamento de R$ 800 mil. Vítimas foram liberadas

Por O Dia

Niterói - Policiais da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) prenderam, nesta sexta-feira, Paulo Rozina Neto, de 28 anos, um dos suspeitos de ter mantido em cárcere privado um gerente de banco e a amiga dele, em Niterói, na noite de quinta-feira.

De acordo com as investigações, Neto e dois comparsas renderam o gerente e a mulher na porta do prédio da vítima. Armados, os bandidos ameçaram os dois, mantendo ambos presos no apartamento do homem.

Durante a madrugada, dois dos cúmplices saíram do apartamento levando a vítima argentina. Na manhã de sexta, os sequestradores liberaram o gerente para sacar a quantia de R$ 800 mil, que seria entregue nas barcas na tarde do mesmo dia, como garantia para liberar a mulher com vida. 

A Polícia Civil traçou uma estratégia para prender em flagrante Neto no momento da entrega do valor. O suspeito responderá pelos crimes de extorsão mediante sequestro e formação de quadrilha. Já a vítima foi liberada algumas horas depois da prisão de Paulo.

A polícia instaurou inquérito para identificar os demais envolvidos na ação.

Últimas de Rio De Janeiro