Polícia Civil e MP fazem operação contra desvio de combustível da Transpetro

Denominada de 'Ouro Negro', a ação tem o objetivo de cumprir 11 mandados de prisão preventiva e 26 de busca e apreensão

Por O Dia

Rio - O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (Gaeco-MPRJ) e a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) da Polícia Civil fazem uma ação contra quadrilha que desviava combustível e petróleo dos dutos da Transpetro, na Baixada Fluminense, para revenda ilegal. Denominada de “Ouro Negro”, a ação tem o objetivo de cumprir 11 mandados de prisão preventiva e 26 de busca e apreensão.

De acordo com o MP, apenas no ano passado, o grupo desviou quase 14 milhões de litros e causou um prejuízo de R$ 33,4 milhões à companhia. Além do Rio, os mandados de prisão serão cumpridos em São Paulo e Minas Gerais.

Os denunciados são acusados dos crimes de organização criminosa para a prática de furto qualificado de combustível e de petróleo cru. Segundo a denúncia, os suspeitos atuaram entre junho de 2015 e março deste ano, utilizando a técnica da trepanação, que consistia na instalação de uma derivação clandestina na tubulação perfurada sem que haja a necessidade de fechar o abastecimento do produto. As ligações clandestinas foram instaladas em vários terrenos em Caxias, Magé, Nova Iguaçu e, até mesmo, próximo ao Arco Metropolitano.

Últimas de Rio De Janeiro