Quatro PMs do Rio são presos em 24 horas

Dois policiais são suspeitos de furtar combustível da Petrobras em Minas. Já os outros dois foram detidos pela fuga de um preso custodiado

Por O Dia

Rio - Quatro policiais militares do Rio foram presos nas últimas 24 horas. Dois por furto de combustível da Petrobras, em Minas Gerais, e dois pela fuga de um preso custodiado no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, Duque de Caxias. O subtenente Ernani Monte de Lima, lotado no 26º BPM (Petrópolis) e o cabo José Silva de Lima, lotado no 16º BPM (Olaria), foram presos em Barbacena, Minas Gerais, na última terça-feira pela Polícia Civil mineira.

Eles são acusados de desviar combustível da Petrobras. Além deles, outras cinco pessoas também foram presas pelo mesmo crime. São elas: Thiago Viana dos Reis, Charles Augusto Ponciano, Arlen Alexandre de Oliveira, Flavio Sebastião da Silva e Iago Passareli Assumpção Pinto.

Já em Caxias, foram presos nesta quarta-feira os soldados Jhonatan dos Santos Cruz, do 15º BPM (Duque de Caxias) e Fábio Rocha Batista Alves, lotado no 24º BPM (Queimados), pela fuga de José Henrique de Lima Santos, preso por tráfico de drogas, na área da 59ª DP (Duque de Caxias) no último sábado.

De acordo com a polícia, o preso fugiu às 2h15, mas o fato só foi comunicada ao batalhão às 3h08 por Jhonatan. Segundo a ocorrência, José Henrique, que estava algemado, conseguiu se soltar, arrombou o basculhante com o suporte do soro e fez uma teresa (corda de lençol) e, agarrando-se à tubulação, conseguiu escapar.

Apesar de todo esse movimento, os policiais só perceberam a fuga do preso quando foi alertado por outro custodiado porque os PMs estavam numa antessala com a porta fechada, sem ter contato e nem visão dos presos. Os soldados Jhonatan e Rocha foram indiciados por Deixar, por culpa, fugir pessoa legalmente prêsa, confiada à sua guarda ou condução. Eles estão na Unidade Prisional da PM, em Niterói. O preso que fugiu não foi recapturado.

Últimas de Rio De Janeiro