Corpo de PM morto no Maracanã será enterrado nesta sexta-feira

Policial foi atingido durante uma tentativa de assalto em frente à Uerj. Suspeitos conseguiram fugir

Por O Dia

Segundo sargento Renato César foi morto no MaracanãDivulgação

Rio - O corpo do PM Renato César Jorge Cardoso, de 47 anos, será enterrado no Cemitério Jardim Sulacap, às 13h30 desta sexta-feira. O segundo sargento foi morto durante uma tentativa de assalto, na manhã desta quinta, em frente à Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), no Maracanã, Zona Norte do Rio.

De acordo com a polícia, o policial foi abordado por pelo menos quatro homens armados em motos, que depois perceberam que ele era PM. Houve um troca de tiros no local e a vítima foi baleada.

Segundo a polícia, os bandidos conseguiram fugir em direção à Tijuca e tentaram assaltar outras pessoas no caminho. O servidor era adido no tribunal desde 2004. Atualmente, ele se encontrava lotado no gabinete do desembargador Theócrito Borges dos Santos Filho, exercendo atividades de segurança.

PM foi morto a tiros na manhã desta quinta-feira%2C no MaracanãSeverino Silva / Agência O Dia

Um morador, que preferiu não ser identificado, contou que um dos assaltantes não conseguiu fugir com a moto do policial.

"Todo dia é a mesma coisa. Os assaltos aqui sempre acontecem no mesmo horário: entre 6h e 8h e depois entre 18h e 20h. São horários de pico. Eles vêm de moto e ninguém consegue pegá-los", completou.

Na tarde desta quarta-feira, outro PM foi assassinado em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Segundo relatos de testemunhas, o sargento Roberto Soares Santana Junior, lotado no 6º BPM (Tijuca) teria sido baleado em sua casa. A vítima estava de folga. Ele será enterrado também nesta sexta-feira, às 11h30.

Últimas de Rio De Janeiro