Informe do DIA: Pezão define novo secretário

Átila A. Nunes será o novo secretário de Proteção e Apoio à Mulher e ao Idoso, após governador nomear Solange Almeida

Por O Dia

Rio - Atual subsecretário de Direitos Humanos da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Social, Átila A. Nunes será o novo secretário de Proteção e Apoio à Mulher e ao Idoso. Ele assumirá a pasta após a desastrosa decisão de Pezão de nomear Solange Almeida (PMDB) para a recém-criada secretaria. Aliada de Eduardo Cunha e ré na Lava Jato, ela teve passagem a jato pela pasta.

Com a ida de Nunes, filho do deputado estadual Átila Nunes (PMDB), a secretaria carregará o termo “Direitos Humanos”. O governo avalia batizar a pasta com o (imenso) título de Secretaria de Direitos Humanos e de Políticas Públicas para Mulheres e Idosos.

Data

A nomeação de Nunes será publicada hoje ou segunda no Diário Oficial. A concessão do status de secretaria à questão dos Direitos Humanos segue o exemplo do governo federal, que recriou o Ministério dos Direitos Humanos.

Masmorra

Da cota pessoal do prefeito Marcelo Crivella (PRB), o secretário de Conservação e Meio Ambiente, Rubens Teixeira, enfrentou a ira dos vereadores ontem. Acusado de não receber e ouvir os parlamentares, ele passou quatro horas na Câmara Municipal respondendo (ou tentando responder) a questionamentos.

Vídeo

O ponto alto foi quando Jairinho (PMDB) mostrou um vídeo, postado nas redes sociais por Teixeira, em que o secretário usava água de reúso para encher uma lago no Bosque da Barra. “O Crivella falou em cuidar das pessoas, e você está aí cuidando de jacaré”, comentou um gaiato, para risos gerais.

Candidato?

Perguntado se será candidato na eleição do ano que vem, Teixeira saiu pela tangente: “Sempre tive o hábito de fazer vídeos”.

Sandálias da humildade

Já Thiago K. Ribeiro (PMDB) disse que Teixeira deveria se inspirar no secretário de Saúde, Carlos Eduardo (SD). Não por acaso, um vereador licenciado.

Prevenção

Subsecretária de Transportes, a merendeira Kelly Amaral soube que, por não receber o verador Willian Coelho (PMDB), seria a próxima a enfrentar a turma. Preferiu prevenir a remediar. Ontem, após o massacre de Teixeira, foi espontaneamente à Câmara fazer média com a turma do Palácio Pedro Ernesto.

Ideia contestada

Alguns deputados têm sugerido que o departamento médico da Assembleia Legislativa se torne posto de vacinação contra a febre amarela. Os mais experientes rejeitam: poderia parecer privilégio.

Últimas de Rio De Janeiro