Por gabriela.mattos

Rio - Um grupo de crianças e adolescentes, de 7 a 16 anos de idade, da comunidade Cidade de Deus, em Jacarepaguá, na Zona Oeste, está comemorando até agora. Pela manhã os jovens foram até a Favela do Batan, em Realengo, que fica a 20 quilômetros, na mesma região, onde, com dois gols de Vinícius e um de Gustavo, ambos de 13 anos, venceram a equipe do Batan por três a zero. Foi o primeiro jogo da Primeira Taça das UPPs de Futebol Para Crianças e Adolescentes, iniciada neste sábado.

Time da CDD%2C comandadopelo técnico Orlando Muniz (E)%2C posa antes do jogo contra o BatanOrlando Muniz / Divulgação

“O jogo foi difícil, mas conseguimos garantir três pontos logo de cara”, vibra o técnico da CDD, o subtenente da PM Orlando Muniz, que há oito anos se dedica a uma escolinha com 150 crianças em treinamento e outras 300 na fila para entrar. De acordo com ele, sua equipe jogou muito bem, com destaque para o goleiro Leandro, 13 anos, que fechou o gol, segurando todos os petardos disparados pelos adversários.

O torneio, apelidado de Copinha da Paz, que começou hoje no Batan e vai até maio, reunirá, nos finais de semana, mais de 150 crianças e adolescentes de equipes das favelas pacificadas do Morro do Borel, Morro do Adeus (Alemão), Lins de Vasconcelos, Mangueira, Rocinha, Jacarezinho, Manguinhos e Morro dos Macacos.

O torneio teve início com jogadores mirins cantando Hino NacionalOrlando Muniz / Divulgação

“Nossa intenção é que prevaleça o bom futebol e reine a paz, o respeito e a união até o final da competição”, comentou José da Silva Pereira, 53 anos, pai de um dos atletas mirins. Os juízes das partidas são PMs lotados nas UPPs. “O mais importante é que campeonatos desse tipo acabam revelando até craques”, garante Orlando Muniz, descobridor de talentos, como Allan Azevedo, de 13 anos, que está treinando há dois anos na escolinha do Fluminense.

No final do torneio, realizado com recursos dos próprios policiais, haverá troféus para os primeiros colocados. Os resultados das partidas e locais dos jogos serão divulgados nos próximos dias no site oficial das Unidades de Polícia Pacificadoras  - www.upprj.com.  

Você pode gostar