Estação do BRT Transoeste em Santa Cruz é destruída por vândalos

Não é a primeira vez que uma estação do bairro é alvo de criminosos. Representante do consórcio faz apelo ao poder público por segurança

Por O Dia

Estação Cesarão III destruída por vândalos, que usaram uma cadeiraDivulgação

Rio - Alvo frequente de vândalos, mais uma vez uma estação do BRT Transoeste, localizada em Santa Cruz, na Zona Oeste, foi depredada, na madrugada desta segunda-feira. Segundo o consórcio que administra o corredor, a estação Cesarão III, na Avenida Cesário de Melo, foi invadida e destruída por quatro homens, causando a sua interdição por tempo  indeterminado.

Segundo o BRT Rio, diariamente embarcam e desembarcam no local cerca de mil pessoas na estação. Com isso, os passageiros da região terão que usar a estação mais próxima, Cesarão II. Vila Paciência, que fica ao lado da Cesarão 3, também está fechada por causa de atos de vândalos. Na ocasião, um ônibus articulado foi queimado.

No ataque desta madrugada, os criminosos usaram uma cadeira de metal para quebrar as catracas, o acesso de cadeirantes, os telões e a bilheteria. Para não ser agredido, um funcionário do BRT teve que se esconder no banheiro. O valor do prejuízo ainda está sendo calculado.

A diretora de relações institucionais do BRT Rio, Suzy Balloussier, lembra que ataques nas estações do bairro são constantes e pede ajuda ao poder público. "Mais uma vez apelamos às autoridades públicas para que nos ajudem a preservar o patrimônio público, porque as estações do BRT são um bem público", falou. Ela afirma que aguarda a promessa de patrulhamento da Guarda Municipal, ressaltando que o problema é uma questão de segurança pública.

Criminosos usaram uma cadeira de metal para quebrar as catracas%2C o acesso de cadeirantes%2C os telões e a bilheteria da estação Cesarão III%2C em Santa CruzDivulgação


Últimas de Rio De Janeiro