Número de assaltos a ônibus aumentou 77% no ano passado

Série do DIA mostrou que a Ponte Rio-Niterói é um dos principais alvos

Por O Dia

Rio - O aumento dos assaltos na Ponte Rio-Niterói e o modo como os assaltantes atuam foi mostrado em um capítulo da série Passageiros da Agonia, publicada em janeiro deste ano pelo DIA.

Em oito dias, a reportagem apontou quais eram os trechos mais assaltados no Rio. Somente em 2016 teve um aumento de 76,7% comparado ao ano de 2015, de acordo com o Instituto de Segurança Pública.

Série do DIA apontou que há assaltos na Ponte quase todos os dias. Governo tenta parceria para policiamento especial em ônibusReprodução

Na Ponte, após consultas aos registros de ocorrências e nas empresas de ônibus, ficou constatado que pelo menos 187 coletivos foram assaltados nos acessos da ponte. As ações são sempre muito similares: ocorrem momentos antes de os coletivos entrarem na via expressa que liga os municípios do Rio e de Niterói.

Segundo motoristas, isso facilita a fuga dos bandidos, já que o coletivo continua viagem pela ponte, não podendo parar.

Após a reportagem, a PM informou que só dispunha de 32 policiais disponíveis para patrulhar os ônibus. Desde então, tem capacitado mais agentes para aumentar o efetivo.

A Secretaria de Segurança trabalha para fechar uma parceria com a Fetranspor (federação das empresas de transporte), que pagaria policiais no horário de folga para atuar no policiamento de coletivos. 

Últimas de Rio De Janeiro