Por karilayn.areias

Rio - Uma investigação realizada pela RioCard identificou 476 motoristas de vans regulamentadas do município do Rio que operaram de maneira irregular nos últimos 30 dias. Segundo a empresa, foi constatado, por meio do sistema eletrônico, que os permissionários do Serviço de Transporte Público Local (STPL) estão transportando passageiros com o equipamento de GPS desligado.

A suspeita é que a fraude seja uma forma de esses operadores do transporte complementar conseguirem atuar em áreas onde não têm autorização, burlando a fiscalização da prefeitura.

A denúncia foi comunicada à Secretaria Municipal de Transportes (SMTR). De acordo com a RioCard, a prática impede que o poder público exerça o real controle sobre a circulação das vans, mantenha o ordenamento do trânsito e proteja os passageiros, que têm a expectativa sobre o itinerário estabelecido. Os motoristas identificados na apuração da RioCard atuam em diversas regiões da cidade.

A SMTR disse que o caso deveria ser tratado com a Coodenadoria Especial de Transporte Complementar (CETC). Procurada pelo DIA, a CETC informou que vai apurar o caso.


Você pode gostar