Motoristas de van desligam GPS para atuar em áreas onde não têm autorização

Nos últimos 30 dias, RioCard constatou que 476 condutores operaram de maneira irregular. Secretaria Municipal de Transportes já foi comunicada

Por O Dia

Rio - Uma investigação realizada pela RioCard identificou 476 motoristas de vans regulamentadas do município do Rio que operaram de maneira irregular nos últimos 30 dias. Segundo a empresa, foi constatado, por meio do sistema eletrônico, que os permissionários do Serviço de Transporte Público Local (STPL) estão transportando passageiros com o equipamento de GPS desligado.

A suspeita é que a fraude seja uma forma de esses operadores do transporte complementar conseguirem atuar em áreas onde não têm autorização, burlando a fiscalização da prefeitura.

A denúncia foi comunicada à Secretaria Municipal de Transportes (SMTR). De acordo com a RioCard, a prática impede que o poder público exerça o real controle sobre a circulação das vans, mantenha o ordenamento do trânsito e proteja os passageiros, que têm a expectativa sobre o itinerário estabelecido. Os motoristas identificados na apuração da RioCard atuam em diversas regiões da cidade.

A SMTR disse que o caso deveria ser tratado com a Coodenadoria Especial de Transporte Complementar (CETC). Procurada pelo DIA, a CETC informou que vai apurar o caso.


Últimas de Rio De Janeiro