PM é assassinado em posto de gasolina

Bandidos identificaram vítima como policial e atiraram

Por O Dia

Subtenente da PM Antônio Gonçalo Santos%2C 54 anos%2C abastecia seu carro quando foi identificado e morto por criminososReprodução

Rio - Um policial militar lotado no Grupamento de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público foi assassinado, na noite desta terça-feira, em Magé, na Região Metropolitana, durante uma tentativa de assalto a um posto de gasolina. A informação foi confirmada por PMs do 34ª BPM (Magé).

O subtenente Antônio Gonçalo Santos, 54 anos, abastecia seu carro no local quando quatro homens que estavam em outro veículo Jetta anunciaram o assalto. Ao identificarem Gonçalo como policial militar, os bandidos atiraram contra dele, atingindo-o pelo menos seis vezes. O caso aconteceu por volta das 20h10 na Praça de Magé.

Os criminosos fugiram em seguida. O PM chegou a ser encaminhado para um hospital nas proximidades, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo o 34ª BPM, buscas foram realizadas para localizar os autores.

Gonçalo chegou a ser socorrido, mas não resistiu, segundo a PM. O policial estava há 31 anos na corporação. Ainda não há informações sobre o seu enterro.

Procurada pelo DIA, a Polícia Civil ainda não se pronunciou sobre o caso, que deve ser investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). O militar é o 43º morto este ano.


Últimas de Rio De Janeiro