Justiça decreta prisão de mais um suspeito da morte de argentino

Matias Sebastian Carena morreu após briga em saída de bar em Ipanema

Por O Dia

Matias Carena (à direita) posa com amigo ao chegar em aeroporto no Rio de JaneiroReprodução Twitter

Rio - A juíza Yedda Christina Ching-san Filizzola Assunção decretou nesta quarta-feira a prisão temporária de Thiago Noroes Lessa Silva, o “Kadu Lessa”, pelo prazo de 30 dias. Ele é mais um indiciado pela morte do turista argentino Matias Sebastian Carena, de 28 anos, ocorrida na madrugada de domingo, após briga em Ipanema, na Zona Sul do Rio. 

Na decisão, a magistrada sustenta que “há requisitos necessários para a decretação da prisão temporária do indiciado, tendo em vista que há fundadas razões de autoria ou participação do autor do fato no crime em análise, já que o mesmo foi reconhecido por testemunhas que não hesitaram em apontá-lo como um dos verdadeiros autores do crime em comento, conforme se constata na representação policial”.

Outros três indiciados, Pedro Henrique Marciano, o “PH”, Valterson Ferreira Cantuária, o “Tody Cantuária” do grupo Karametade, e Júlio Cesar Oliveira Godinho, tiveram a prisão temporária decretada na terça-feira, 28, por cinco dias, pela juíza Angélica dos Santos Costa, também do Plantão Judiciário do Tribunal de Justiça. 


Últimas de Rio De Janeiro