Expresso Cruzeiro do Sul perde concessão de linhas que ligam baixada à Barra

A determinação do Detro foi tomada após diversas denuncias que a Expresso Cruzeiro do Sul

Por O Dia

Rio - A Expresso Cruzeiro do Sul, que atende aos moradores de São João de Meriti, Mesquita e Nilópolis, perdeu a concessão para operar linhas que ligam a Barra da Tijuca aos municípios. A decisão do Departamento de Transportes Rodoviários (DETRO) contra a empresa de ônibus foi publicada, nesta quinta-feira, em Diário Oficial.

Após diversas reclamações e denúncias de moradores, o Detro confirmou que a empresa não respeitou as cláusulas contratuais. Já notificada, a Expresso Cruzeiro não regularizou suas pendências em relação à prestação do serviço, em especial descumprimento de horários, mau estado de conservação da frota e falta de ônibus, além de não comprovar regularidade trabalhista, fiscal e previdenciária.

A partir do próximo sábado, 04 de abril, o itinerário 410T São João de Meriti – Barra da Tijuca passa a ser operada, em caráter emergencial, pela Transportes Flores e a linha 420T Nilópolis – Barra da Tijuca (via Mesquita) pela Cavalcanti & Cia (Nilopolitana).

São Paulo

Em São Paulo, as empresas de ônibus foram condenadas pelo Tribunal de Contas do Município a devolver valor em torno de R$ 1 bilhão aos cofres públicos. A decisão emitida nesta quarta-feira se dá devido ao não cumprimento de melhorias exigidas pela prefeitura.

De acordo com os conselheiros Edson Simões, João Antônio , Maurício Faria e Domingos Dissei, o Consórcio Unisul cometeu 10 infrações e o Consórcio Plus, 12. Nenhuma delas fez o investimento previstos em contrato. Além de ter obtido lucro superior ao estabelecido, colocado ônibus com mais de 10 anos de fabricação e sem acessibilidade para portadores de limitação quanto à mobilidade.

Últimas de Rio De Janeiro