Mais de 10 mil alunos ficam sem aulas um dia após morte de adolescente em Acari

Clima tenso ocorre em diversas favelas um dia após a morte da adolescente Maria Eduarda, atingida por três tiros em escola de Acari, na Zona Norte

Por O Dia

Rio - Mais de 10 mil alunos de comunidades do Rio de Janeiro não tiveram aula nesta sexta-feira. Clima tenso ocorre em diversas favelas um dia após a morte da adolescente Maria Eduarda, de 13 anos, atingida por três tiros durante a aula de educação física na Escola Municipal Jornalista e Escritor Daniel Piza, em Acari, Zona Norte do Rio. 

Adolescente foi morta durante aula de Educação física na Escola Municipal Jornalista e Escritor Daniel Piza Estefan RAdovicz/Agência O Dia

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, 13 escolas, 5 creches e 7 Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDIs) estão sem funcionamento nas regiões de Costa Barros, Fazenda Botafogo, Acari, Pavuna, e Coelho Neto. As unidades atendem 9.583 alunos.

Na região de Manguinhos, duas escolas, uma creche, e Espaço de Desenvolvimento Infantil (EDI) estão sem atendimento, deixando 1.405 alunos sem aulas.

Já na região do Jacarezinho, dois Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDIs) e três creches também está sem atendimento. As unidades atendem 753 alunos. 


Últimas de Rio De Janeiro