Tiroteio no Morro dos Macacos deixa três mortos e um policial ferido

Criminosos atacaram policiais em diversos pontos da comunidade e um PM também ficou ferido. Policiamento está reforçado no morro

Por O Dia

Rio - Um intenso tiroteio na madrugada deste domingo, no Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na Zona Norte do Rio, deixou três pessoas mortas e assustou os moradores da comunidade e da região. O policiamento está reforçado após o tiroteio com agentes de outras UPPs, do Batalhão da Tijuca (6º BPM), bairro próximo, e do Batalhão de Choque (BPChq).

Segundo a Polícia Militar, o estopim do confronto aconteceu quando traficantes atacaram a tiros policiais da unidade que foram verificar uma denúncia de baile funk promovido pelo tráfico local, na localidade conhecida como Beco do Amor. Nesta operação, houve confronto e a polícia aprendeu dois fuzis, mas ninguém ficou ferido.

Momentos depois, equipes da UPP foram atacadas por traficantes em diversos pontos do morro. Um policial ficou ferido e foi levado para o Hospital do Andaraí, onde foi medicado e liberado. A identidade do agente não foi revelada.

De acordo com as primeiras informações, Rafael Araújo Ferreira, Alexandre da Silva de Vasconcelos e Matheus Vinicius dos Santos eram suspeitos de participarem do tráfico de drogas do local. Dois deles seriam os traficantes conhecidos como Matheuszinho e Careca Pescobill, que foram levados ao Hospital do Andaraí, mas não resistiram aos ferimentos e morreram. Já o outro foi socorrido no Hospital Salgado Filho, no Méier, mas também não sobreviveu.

Fuzis apreendidos durante a operação no Morro dos Macacos. Ação gerou retaliação dos traficantesDivulgação/Polícia Militar

Nas redes sociais, moradores da região lamentaram o ocorrido, em mais um episódio da guerra urbana do Rio. O policialmente foi reforçado por agentes de outras UPPs, do 6º BPM (Tijuca) e do Batalhão de Choque (BPChq). De acordo com a Polícia Civil, o caso foi registrado, ainda na madrugada, na Central de Garantias da Cidade da Polícia, no Jacaré, e na manhã deste domingo foi encaminhado para a Divisão de Homicídios, na Barra da Tijuca.

Reportagem do estagiário Rafael Nascimento

Últimas de Rio De Janeiro