Uerj tem previsão de volta às aulas para segunda-feira, diz reitor

Reitor disse que há "condições mínimas". Entretanto, palavra final deve ser dada na próxima sexta-feira, em reunião do Fórum de Diretores da Uerj

Por O Dia

Rio - O reitor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Ruy Garcia Marques, disse na manhã desta quarta-feira que o início das aulas está previsto para a próxima segunda-feira, dia 10.

O início do ano letivo (segundo semestre de 2016) estava previsto para o dia 17 de janeiro, mas já foi adiado cinco vezes devido à crise financeira do estado. A universidade enfrenta problemas estruturais por conta da falta de repasse do estado, além de atrasos nos salários de servidores, terceirizados e bolsistas. 

Uerj tem previsão de volta às aulas para segunda-feira, diz reitorDivulgação

“Em relação às condições que consideramos mínimas, que são limpeza, manutenção de elevadores e segurança, conseguimos isso para esta unidade, o campus Maracanã, e também para as 13 unidades externas. Com isso, e mais o pagamento das bolsas para cotistas do mês de fevereiro e a divulgação de um calendário para o pagamento dos salários, tendemos a voltar no dia 10 de abril”, disse o reitor.

Na próxima sexta-feira está marcada uma nova reunião do Fórum de Diretores da Uerj, que dará palavra final sobre a volta às aulas na próxima segunda-feira. “Estou realmente esperançoso que possamos voltar. Precisamos voltar. Os alunos pedem muito, a maioria dos docentes pede”, disse Ruy Garcia Marques.

Professores da Uerj dão 'aula-protesto' na sede do governo

Também na manhã desta quarta-feira, professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) realizaram uma "aula-protesto" em frente ao Palácio Guanabara, sede do governo, na manhã desta quarta-feira. A instituição deveria ter iniciado as aulas em 17 de janeiro, o que não ocorreu por conta da crise que a acertou em cheio. O objetivo da aula pública é falar sobre os problemas enfrentados por conta da crise. 

"Se o Pezão não deixa a Uerj ter aula, aula na porta do Pezão", diz o cartaz com a convocação para o protesto. Outras "aulas-protesto" estão previstas para os dias 11, 20 e 28 de abril. 

Últimas de Rio De Janeiro